carrinha Entregas gratuitas em compras a partir de 60€

Setembro é tempo de fazer novos amigos! Mas nem sempre é fácil…

De Pais para Pais | 7 Setembro, 2018

O novo ano escolar já começou para alguns e está prestes a começar para todos os outros. Depois deste tempo maravilhoso de férias em vivemos e demos a viver boas e novas experiências aos nossos filhos, regressa uma vez mais a “preocupação” com o inicio do ano escolar. Da compra dos livros e material escolar, à roupa e aos novos horários, há muitas atividades, reuniões e preocupações na agenda dos pais.

A entrada de uma novo ano escolar traz consigo novas experiências e aprendizagens, mas também novos amigos! A sala e a escola fazem a natural apresentação das crianças umas às outras. Depois pelas suas vivências surgem as amizades e às vezes também os conflitos. Coisas que até nos podem parecer simples mas à escala do seu dia a dia das crianças, poderá ser um verdadeiro problema.

Ontem a pequena F. quando chegou do seu dia de infantário, vinha francamente chateada. Ela queria brincar com a sua amiga de sempre, a M. No entanto, duas novas meninas da sala já tinham perguntado à M se ela queria brincar e então as três juntas foram para outro espaço da sala, onde apenas são permitidas 3 crianças de cada vez a brincar. É claro que a F. ficou de fora, triste e irritada.

Segundo dia de escola e o drama estava instalado. A sua melhor amiga tinha outras amigas! Que problema! E agora com quem é que ela vai brincar…

Bem, é hora de conversar. Tentei explicar à F. que essas duas novas meninas também podem ser amigas dela e que podiam procurar um espaço em que possam brincar as 4 em conjunto.  Além disso a M. não tem só que brincar com ela e podem e devem ambas fazer novos amigos. Disse-lhe que numa próxima vez ela devia procurar alguém para brincar. Ela própria iria descobrir novas formas de brincar com outras crianças.

Nota: A mim parece-me que a minha filha percebeu o significado da palavra ciúme! Uma mistura de sentimentos que nunca tinha sentido antes: tristeza, raiva e também medo.

Gostava que ela entendesse que uma boa amizade envolve permitir que a outra criança jogue sozinha ou brinque com outras crianças. E que isso não faz com que deixem de ser as melhores amigas!

O meu maior desejo é que brinquem e se divirtam muito – em pares, em pequenos grupos, ou mesmo todos juntos.

Bom regresso à escola Famílias!

Ler mais
Partilhe:
Outros Artigos
As Crianças Precisam de Música
A música é a linguagem mais universal do mundo. Muito antes da fala e da sua compreensão se desenvolverem, as crianças já entendem a ...
Motricidade Fina, como incentivar o desenvolvimento?
O desenvolvimento motor de um bebé pode ser dividido em duas partes. O desenvolvimento das competências motoras grossas e o ...
Menos tempo sentados e mais brincadeira: recomendações para a saúde das crianças
Pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um documento com recomendações sobre a promoção da saúde infantil para ...