carrinha Entregas gratuitas em compras a partir de 60€

Menos tempo sentados e mais brincadeira: recomendações para a saúde das crianças

Companhia dos Brinquedos | 10 Maio, 2019

Pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um documento com recomendações sobre a promoção da saúde infantil para crianças dos 0 aos 5 anos.

São estas as recomendações da OMS:

  • Menos tempo de imobilização
  • Menos tempo de ecrã (telemóveis, tablets, computadores, consolas de jogo e televisão).
  • Dormir bem
  • Mais atividade física e brincadeira

Já sabemos os ecrãs são um eterno favorito da discussão. Mas as restantes recomendações a OMS são conhecidas de pais e educadores, mas nem sempre cumpridas.

“Saúde para todos significa fazer o que é melhor para a saúde desde o início da vida das pessoas”, diz o diretor-geral da OMS, Dr. Tedros Adhanom Ghebreyesus. “A primeira infância é um período de rápido desenvolvimento e uma época em que os padrões de estilo de vida da família podem ser adaptados para aumentar os ganhos em saúde”.

Estas recomendações foram estudadas por um grupo de especialistas da OMS. Avaliaram o efeito do tempo de sono nas crianças, bem como o sedentarismo e o tempo passado com ecrãs. Mas também os efeitos do aumento da atividade física.

“Melhorar a atividade física, reduzir o tempo de sedentarismo e garantir o sono de qualidade em crianças pequenas, melhorará sua saúde física, mental e de bem-estar e ajudará a prevenir a obesidade infantil e doenças associadas mais tarde”, diz Fiona Bull, coordenadora dos programas de vigilância e prevenção em doenças não transmissíveis nas populações, da OMS.

“O que realmente precisamos fazer é trazer de volta o brincar para as crianças”, diz Juana Willumsen da OMS “Trata-se de fazer uma mudança do tempo de sedentarismo para o tempo de brincadeira mas protegendo o sono.”

Sabemos que a primeira infância é uma época em que se moldam os hábitos das crianças. Mas também que o estilo de vida das famílias se encontra mais aberto a mudanças e a adaptações. Por isso é importante que desde esse momento se incluam ações que tenham efeitos futuros.

A aplicação destas recomendações durante os primeiros cinco anos de vida, contribui para o desenvolvimento motor e cognitivo das crianças e para a saúde ao longo da vida.

O que recomenda a OMS para a saúde das crianças:

 

Bebés (com menos de 1 ano de idade)
  • Ser fisicamente ativo pelo menos 30 minutos por dia. A OMS diz que os pais devem promover varias atividades físicas ao longo do dia, especialmente através do brincar, de forma a que as crianças se mexam. Para os mais pequenos que ainda não se movimentam devem estar pelo menos 30 minutos em posição de brucos (barriga para baixo) ao longo do dia enquanto estão acordados.
  • Evitar ecrãs de telemóveis, tabletes e televisão ou computador.
  • Evitar a imobilização por períodos maiores que 60 minutos. Os especialistas referem que as crianças não devem estar sentadas nos carrinhos, cadeiras de refeição ou slings/marsúpios por períodos superiores a 60 minutos. Mesmo em períodos inferiores os educadores devem interagir com as crianças através da leitura bem como de histórias.
  • Dormir 14 a 17 horas por dias (entre os 0 e os 3 meses). Ou 12 a 16 horas ( entre os 4 e os 11 meses)
Crianças  (Entre o 1 e 2 anos de idade)
  • Ser fisicamente ativo pelo menos 180 minutos por dia. Durante este tempo devem ser praticados vários tipos de atividade física em qualquer intensidade, incluindo intensidade moderada a vigorosa e distribuída ao longo do dia. Quanto mais ativo melhor!
  • Evitar a imobilização por períodos maiores que 60 minutos. Os especialistas referem que as crianças não devem estar sentadas nos carrinhos, cadeiras de refeição ou slings/marsúpios ou sentado longos períodos de tempo. Em crianças com um ano de idade não é recomendado sequer a utilização de ecrãs (como assistir TV ou vídeos, jogar jogos de computador). Para os que têm 2 anos de idade o tempo de ecrã não deve ser superior a 1 hora por dia. Quanto menos tempo melhor! Substituir este tempo por livros bem, como histórias é uma solução recomendam.
  • Dormir 11 a 14 horas, incluindo sesta. Os especialistas recomendam períodos regulares de sono e recuperação.
Crianças  (Entre o 3 e 4 anos de idade)
  • Ser fisicamente ativo pelo menos 180 minutos por dia. As crianças devem passar pelo menos 60 minutos por dia em atividades físicas com intensidade moderada a extenuante e que as “deixem sem folego”, como correr, andar de bicicleta, jogar à bola, nadar ou dançar refere a OMS. Quanto mais tempo activo melhor e as actividades devem ser diferentes ao longo do dia.
  • Não mais que 60 minutos em frente a um ecrã. Mais uma vez, a OMS aconselha em vez de entretenimento com televisão, computador, telefone ou consola, os livros bem como as histórias. Além disso as crianças não devem ficar sentadas e impedidas de se movimentar por mais de 60 minutos de cada vez.
  • Dormir 10 a 13 horas,  incluído sesta se as crianças desejarem

Nem tudo o que é referido será fácil de implementar. Não só pelo dia-a-dia ocupado dos pais e educadores, mas também devido ao modelo de vida atual. Todos sabemos de crianças passam muito tempo sentadas no carro ou autocarro, para ir de casa à escola. Bem como de crianças que não têm um parque próximo de casa para brincar ao ar-livre e que estão permanentemente em casa.

É também importante que os fabricantes de brinquedos olhem para este relatório da OMS e ajudem os pais e educadores. Como? Contribuindo para a saúde das crianças através da criação de brinquedos que não impeçam o desenvolvimento físico e mental das crianças. Em especial reduzindo ou eliminando a tendência cada vez maior de colocar ecrãs em brinquedos para crianças cada vez mais novas.

Brinquedos para ajudar à saúde das crianças

Na Companhia dos Brinquedos procuramos disponibilizar artigos que respondam às necessidades de bebés e crianças. Optamos por brinquedos e jogos que permitam o desenvolvimento físico e mental de acordo com idade e o grau de desenvolvimento, sempre sem écrãs e preferencialmente sem pilhas. Desta forma queremos ajudar pais e educadores a contribuírem para uma maior saúde física e mental das suas crianças.

Ler mais
Partilhe:
Outros Artigos
10 formas de gastar menos dinheiro enquanto viaja com crianças
Quem não gosta de viajar? Viajar não é barato, mas quando se tem filhos facilmente podemos aumentar as nossas despesas familiares num ...
De Pais para Pais 28 Junho, 2019
As Crianças Precisam de Música
A música é a linguagem mais universal do mundo. Muito antes da fala e da sua compreensão se desenvolverem, as crianças já entendem a ...