carrinha Entregas gratuitas em compras a partir de 60€

A minha filha pediu uma boneca de prenda de aniversário!

De Pais para Pais | 21 Janeiro, 2019

 

Até agora e já lá vão 6 anos, a minha filha nunca tinha brincado com uma boneca e muito menos tinha pedido uma como presente. Mas um pequeno milagre aconteceu! Finalmente a minha filha pediu uma boneca como prenda de aniversário! E eu nunca me lembro de ter dito “sim” a um brinquedo com tanta rapidez. Eu, que sempre adorei bonecas de todos os tamanhos e formas, de pano ou bebés chorões, senti que agora sim ela ia começar a brincar.

Até aqui as brincadeiras dela passavam por construções, modelagem bem como desenhos e Legos. Nada mau, excelentes brinquedos, classificados como STEM, (que significa: ciência, tecnologia, engenharia e matemática), mas e o resto? O brincar ao faz de conta?

Bonecas ou STEM?

A ideia hoje generalizada, de que só os brinquedos STEM são importantes não me satisfaz, enquanto mãe e educadora. Estes são campos onde as mulheres têm sido historicamente menos representadas, e há muito tempo, dinheiro e recursos investidos para mudar esta situação. Tem-se encorajado as meninas e as suas famílias a pensarem o futuro apenas em cursos e carreiras STEM. Para mim, as meninas têm que saber que podem fazer qualquer coisa e seguir qualquer profissão. Tal e tal como os rapazes. Eles não são, magicamente melhores em matemática ou tecnologia, do que elas. Elas não são sempre as fadas, eles podem ser elfos encantadores.

Uma das razões pelas quais eu amava brincar com bonecas quando era miúda era porque enquanto brincava com elas, contava histórias e criava novas personagens. Ao brincar com as bonecas inventava outros mundos. Talvez isso ainda hoje esteja bem presente na minha vida profissional.

A verdade é que atualmente parece ser importante que as meninas não gostem de ser princesas ou de fazer coisas de menina, como brincar com bonecas, fazer comidas ou ainda fazer de conta que é a mãe. A sociedade está a valorizar em excesso esta tentativa de sair do estereótipo.

Onde está a Felicidade?

As construções e os brinquedos de lógica não são mais importantes do que fazer roupas para as bonecas! A verdade é que ambas são formas de brincar e de as crianças se expressarem com criatividade e imaginação. Embora os brinquedos STEM me agradem muito e me pareçam positivos e educativos, o lugar das brincadeiras de faz de conta não deixa de ser menos interessante. Não devemos excluí-las do dia-a-dia dos nossos filhos, sejam elas corridas de carros e garagens ou bonecas e roupinhas.

Eu não acredito em modelos perfeitos para a brincadeira. O importante é que meninos e meninas saibam que, qualquer que seja o seu brinquedo favorito, isso não vai fazer deles melhores ou piores. Nem mais fortes ou mais fracos. Vai sim proporcionar-lhes experiências e fazer delas crianças felizes.

Ler mais
Partilhe:
Outros Artigos
Brincar, hoje e sempre!
  “A criança precisa de ter espaço para criar tempo. Tempo para Brincar, tempo que seja TODO TEMPO INTEIRO. Para Sentir, Aprender, Pensar…nas coisas sérias da vida… no Brincar...
Tempo de brincar 15 Fevereiro, 2019
Como falar da morte com as crianças?
Só agora consigo sentar-me a escrever sobre a história do Julen… Julen era o segundo filho de José e Vicky, um casal de Málaga, apaixonado desde o liceu. O primeiro filho, Óliver morreu quan...
Os terríveis 2 anos!
Quem és tu e o que fizeste ao meu bebé?! Um bebé de sonho: come bem, faz noites de sono maravilhosas, calminho, não dá trabalhinho nenhum. Até que... faz dois anos! Nós, que éramos a mã...
De Pais para Pais 1 Fevereiro, 2019