carrinha Entregas gratuitas em compras a partir de 60€

A Costura na Infância

Desenvolvimento infantil | 28 Janeiro, 2019

Haverá alguém que não tenha, nas suas memórias de infância, o registo de uma avó a costurar?

Atrevo-me a dizer que quase toda a gente, nascida até ao final da década de oitenta/início da década de noventa, terá vivido momentos desses várias vezes.

Os tempos mudaram. As avós dos nossos filhos não são como eram as nossas avós (ou poucas serão). E isso não é necessariamente mau. Trata-se apenas de uma realidade diferente da que nós vivemos.

Mas voltemos à costura.

Foi em criança que ganhei o “bichinho” e foi também em criança que tive a oportunidade de experimentar costurar, bordar, tricotar (esta última com muito pouco sucesso), etc. Acredito, cada vez mais, que todas estas experiências foram fundamentais para o meu desenvolvimento.

Fazer e desmanchar. Refazer. Tentar. Falhar. Conseguir. Considero que todas estas acções são importantes formas de aprendizagem.

Mas não ficam por aqui. Existe um vastíssimo leque de vantagens da costura no desenvolvimento das crianças. Destaco aqui algumas que considero muito interessantes e que tenho tido a oportunidade de observar de perto:

  • Promove o desenvolvimento da motricidade fina (engloba um conjunto de actividades que envolvem pequenos movimentos, realizados de forma precisa, coordenados com a capacidade visual)
  • Estimula a criatividade, a imaginação e a sensibilidade (muitos dos trabalhos a realizar envolvem escolhas e tomadas de decisão que partem exclusivamente da criança – cores, materiais, dimensões, posicionamentos, etc. – tornando cada trabalho único)
  • Potencia a concentração e a atenção
  • Fomenta a perseverança e a determinação
  • Favorece as relações pessoais e promove a interajuda/cooperação
  • Ajuda a desenvolver mecanismos para a resolução de problemas
  • Incentiva o seguimento de um plano de trabalho de forma lógica e sistemática
  • Desenvolve capacidades como observar, analisar, descrever, interpretar
  • Potencia a autonomia, confiança e satisfação pessoais (realização e término de tarefas não imediatas)
  • Aumenta o sentido de responsabilidade (os materiais e utensílios envolvidos requerem particular atenção e cuidado de utilização)

Ao apresentarmos a costura às crianças, não só estamos a resgatar um costume que se tem vindo a perder com tempo, como estamos a desvalorizar a ideia pré-concebida de se tratar de uma actividade exclusivamente feminina.

O ATELIER DOS TRAPINHOS é um projecto que promove oficinas de trabalhos manuais dirigidas a crianças a partir dos 4 anos de idade. Com particular enfoque na costura criativa, as actividades contemplam ainda outras técnicas, abrindo assim um vasto leque de procedimentos criativos ao mesmo tempo que permite ajustar o grau de dificuldade à idade e/ou capacidades de cada criança.

FORMATOS:
  • Actividade Extracurricular: Aulas regulares, semanais ou quinzenais, a desenvolver ao longo do ano lectivo em contexto escolar (projectos de continuidade e possibilidade de articulação com os temas trabalhados em sala).
  • Workshop | Oficina para crianças: Actividade pontual, com idades e duração definidas, ajustadas ao projecto a desenvolver. A sua versatilidade torna este formato ideal para integrar os mais variados contextos (escola, ATL, actividades de férias, dinamização de espaços e/ou eventos, etc.)
  • Workshop | Oficina para pais e filhos: Actividade realizada simultaneamente com adultos e crianças (pais/cuidadores), promovendo assim o envolvimento dos adultos nas actividades das crianças de forma divertida e criativa, ao mesmo tempo que reforça laços e promove o espírito de entreajuda.

e-mail: ateliertrapinhos@gmail.com

Facebook: www.facebook.com/atelierdostrapinhos

Instagram: @atelierdostrapinhos

Ler mais
Partilhe:
Outros Artigos
Brincar, hoje e sempre!
  “A criança precisa de ter espaço para criar tempo. Tempo para Brincar, tempo que seja TODO TEMPO INTEIRO. Para Sentir, Aprender, Pensar…nas coisas sérias da vida… no Brincar...
Tempo de brincar 15 Fevereiro, 2019
Como falar da morte com as crianças?
Só agora consigo sentar-me a escrever sobre a história do Julen… Julen era o segundo filho de José e Vicky, um casal de Málaga, apaixonado desde o liceu. O primeiro filho, Óliver morreu quan...
Os terríveis 2 anos!
Quem és tu e o que fizeste ao meu bebé?! Um bebé de sonho: come bem, faz noites de sono maravilhosas, calminho, não dá trabalhinho nenhum. Até que... faz dois anos! Nós, que éramos a mã...
De Pais para Pais 1 Fevereiro, 2019