carrinha Entregas gratuitas em compras a partir de 60€

10 formas de gastar menos dinheiro enquanto viaja com crianças

De Pais para Pais | 28 Junho, 2019

Quem não gosta de viajar?

Viajar não é barato, mas quando se tem filhos facilmente podemos aumentar as nossas despesas familiares num abrir e fechar de olhos. São os quartos e os vôos, as refeições e tudo o resto. Tudo somado pode ser uma dor de cabeça para o orçamento familiar dos próximos meses.

Mas se pensar e planear as férias de família com algum tempo pode conseguir economias significativas nos seus custos e, quem sabe, obter uma folga para outra viagem em família. Siga estas 10 formas de gastar menos dinheiro enquanto viaja com crianças:

 

  1. Reserve com antecedência:

    Quanto mais próximo da data que decidiu ir de férias estiver, mais caro tudo vai ficar. Por isso logo que tenha a data decidida, planeie e avance para as reservas. Verifique as datas pois por vezes uma semana antes ou depois pode fazer uma diferença muito significativa em termos de preço.

 

  1. Voos Baratos:

    A maior despesa numa viagem de família são os bilhetes de avião. Por vezes não é tanto pelo preço dos bilhetes mas pelos extras que se têm de pagar: malas no porão para levar tudo o que é necessário incluindo brinquedos e jogos, reserva de lugares para garantir que toda a família vai junta, etc, etc. Para garantir os melhores preços é conveniente começar o mais cedo possível a procurar os vôos. Pode optar pelos sites especializados e aqui tem de ter atenção a possíveis comissões de emissão dos bilhetes. Ou pode optar também pelos sites das companhias aéreas. E muita atenção às promoções que regularmente as companhias aéreas fazem.

 

  1. Apartamentos em vez de quartos de hotel:

    Não é só em hotéis que podemos dormir e há alternativas bem mais baratas e também muito interessantes. Verifique a existência de hostels no seu destino de viagem. Muitos, para além de serem bonitos e muito agradáveis, têm quartos familiares para até 6 pessoas e alguns até mesmo suites. Outra alternativa é optar por um apartamento ou casa numa das muitas plataformas disponíveis. Há sempre bastantes opções com diversos preços e em diferentes localizações. De certeza que vai encontrar uma que lhe agrade.

 

  1. Garanta o acesso a atrações únicas:

    Os bilhetes e algumas atrações devem ser comprados com alguma antecedência, pois por serem locais icónicos estão sempre esgotados e é impossível comprar entradas no local. Assim logo que tenha os voos e o alojamento reservado compre aquelas entradas essenciais e tenha em atenção o ponto seguinte.

 

  1. Procure bilhetes de família:

    De viagens a entradas em museus, parques temáticos ou excursões procure sempre este tipo bilhete. Por norma são mais baratos do que se comprar cada entrada individualmente. Mesmo que no preçário não anunciem deste tipo de bilhetes pergunte sempre se existem. E pesquise antes de ir, porque por vezes há promoções que são ainda mais baratas do que os bilhetes de família. Mas faça sempre as contas para validar se compensa.

 

  1. Evite as ofertas turísticas… para turistas:

    Todos os destinos têm uma série de atividades que são “imperdíveis”! Basta ler os blogues que falam sobre o destino para onde vai para ficar saber logo quais são. Na verdade parece ser uma loucura ir para um destino de férias e não fazer essas atividades. Mas a verdade é que a maioria delas são feitas para turistas e por isso os preços são mais elevados. Opte por perguntar aos locais quais as atividades típicas que não deve perder e explore a cultura local de uma forma mais natural. Não só vai ficar a conhecer melhor o destino, como a sua carteira ficará mais cheia.

 

  1. Coma menos fora:

    Em destinos turísticos este é outra das grandes despesas. Se por exemplo optar por um apartamento, pode fazer uma visita a um mercado local ou a um supermercado e descobrir novos ingredientes locais. Depois prepare uma ou mais refeições deliciosas e diferentes por um valor muito inferior ao que lhe custaria num restaurante, mesmo que modesto. E permita às crianças que provem algo especial e diferente, como uma sobremesa, um doce ou um gelado.

 

  1. Pense em transportes alternativos:

    Se está pensar em fazer uma visita a um local especial longe do alojamento ou se pretende viajar por mais que uma cidade, avalie sempre qual a melhor opção de transporte. Possivelmente pode fazer a mesma viagem de avião ou de comboio. Este último será mais barato e mais divertido para as crianças. Pode optar por alugar um carro em vez de fazer uma excursão. Vai ao mesmo local, mas pode ter o seu horário e parar onde quiser. Recorde que não pode levar apenas o preço em linha de conta, pense se as crianças conseguem fazer essa mesma viagem mas sem ficarem muito impacientes e rabugentas.

 

  1. Esqueça as lembranças:

    Mais uma camisola a dizer “i love…”, mais um íman para colocar no frigorífico ou uma caneta com o castelo… é fácil gastar algumas dezenas de euros em lembranças lá para casa ou para os amigos e família. Olhe para tudo o que já trouxe de outras viagens. Há quanto tempo não olhava para elas? E qual é a utilidade da maioria? Em vez de comprar coisas gaste dinheiro a criar memórias, para si e para os seus filhos, que vão certamente perdurar no tempo mais do que qualquer outra coisa. E se quer lembranças, imprima a melhor fotografia da família nessa viagem e as crianças podem oferecer à família e aos amigos com a data, local e uma dedicatória.

 

  1. E não se esqueça dos brinquedos:

    Se vai com crianças é fundamental que alguns dos seus brinquedos e jogos as acompanhem. Não só para se distraírem nas viagens ou no aeroporto ou para dormirem, mas também para que não tenha que ter mais um gasto adicional em férias ao comprar uma coisa qualquer só para os tranquilizar.

E tenha umas boas férias com estas 10 formas de gastar menos dinheiro enquanto viaja com crianças.

Companhia dos Brinquedos

Imagem by lecreusois from Pixabay 

Ler mais
Partilhe:
Outros Artigos
As Crianças Precisam de Música
A música é a linguagem mais universal do mundo. Muito antes da fala e da sua compreensão se desenvolverem, as crianças já entendem a ...
Motricidade Fina, como incentivar o desenvolvimento?
O desenvolvimento motor de um bebé pode ser dividido em duas partes. O desenvolvimento das competências motoras grossas e o ...
Menos tempo sentados e mais brincadeira: recomendações para a saúde das crianças
Pela primeira vez, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um documento com recomendações sobre a promoção da saúde infantil para ...